sábado, 18 de março de 2017

O BASILISCO



MOEDA AUSTRÍACA DE PRATA RETRATA O BASILISCO

Dentro do tema "A Áustria e seu povo", a Casa da Moeda de Viena cunhou em 2009 uma série de seis moedas de prata de 10 euros chamadas: Contos e Lendas na Áustria. A primeira moeda é dedicada a uma lenda medieval de Viena - o Basilisco.  Foi emitida em 15 de abril de 2009.

A história conta que no ano 1212 um aprendiz de padeiro em uma loja no Schönlaterngasse n º 7 descobriu um monstro horrível no fundo de um poço. O fedor e os vapores venenosos da criatura mataram todos aqueles que os inalaram.
O monstro foi identificado como um basilisco, uma criatura mutante parte cobra, parte sapo, parte galo. Olhar em seus olhos era morte imediata. Um conselheiro versado nesses assuntos foi consultado para ajudar e aconselhar, e disse que a única maneira de destruir o monstro era confrontá-lo com sua própria aparência horrível. Alguém precisava entrar no  poço com um espelho.

Apesar das recompensas oferecidas como incentivo ninguém estava preparado para enfrentar o monstro mortal, até que o aprendiz de padeiro levantou a voz. Há muito tempo que ele estava apaixonado pela bela filha do padeiro, mas essa era uma aliança que o padeiro jamais aceitaria em circunstâncias normais. O jovem aproveitou a oportunidade e propôs descer no poço se o padeiro consentisse que ele casasse com sua filha como recompensa. O padeiro desesperado concordou. O aprendiz foi baixado no poço com um grande espelho. Quando o temível basilisco virou-se para o jovem, viu sua própria imagem no espelho suspenso pelo aprendiz como se fosse um escudo. Em um ataque de raiva e repulsa à sua própria imagem, o basilisco explodiu. O aprendiz subiu do poço para reclamar sua noiva, enquanto os moradores começaram a encher o poço com terra e pedras para enterrar os restos do monstro e seus vapores mortais.


O conto foi recontado (com pequenas variações) desde então. De fato, a casa barroca que está no local da antiga padaria hoje tem em sua fachada a lenda e um afresco retratando o aprendiz de padeiro e seu espelho. Uma pedra que se pretende ser um basilisco petrificado eclodido a partir de um ovo encontrado no poço, também adorna a fachada da casa.
A nova moeda mostra o lendário monstro que gira e vê o seu reflexo no espelho suspenso pelo aprendiz de padeiro, que espia timidamente sobre o quadro. No topo do poço, aparecem mais duas faces assustadas (quase comicamente) sobre a borda de pedra do poço.  No reverso, está retratada uma vista da Schönlaterngasse em Viena. Ao fundo aparece a porta de entrada para o tribunal da Santa Cruz pertencente à grande Abadia de Santa Cruz na Baixa Áustria. À direita está a “Basilisk House” como existe hoje.


Esta moeda de prata de 10 euros é cunhada em prata esterlina (.925 ) em três qualidades: prova (40.000 peças), especial não circulada (30.000 peças) e para circulação (130.000 peças). A versão prova vem em uma caixa atraente com um certificado numerado de autenticidade. A moeda especial não circulada é vendida em um blister colorido e informativo. As peças de circulação são emitidas ao valor nominal através dos bancos austríacos.

Môsar


Nenhum comentário:

Postar um comentário